sábado, 21 de novembro de 2015

Mega-Sena sorteia hoje R$ 170 milhões e desafia imaginação dos apostadores

A Mega-Sena vai sortear hoje (21) o prêmio de R$ 170 milhões, acumulado há quase um mês. O prêmio já é o maior da história da modalidade (excluídos os da Mega da Virada), e vem instigando a imaginação dos apostadores sobre o que é possível comprar com esse valor.
Caso apenas um ganhador leve o prêmio da Mega-Sena e aplique todo o valor em imóveis, o dinheiro daria para comprar, por exemplo, 100 apartamentos de luxo, na quadra 300, do setor Sudoeste, uma das áreas mais valorizadas de Brasília. Cada apartamento no local tem o valor estimado em R$ 1,7 milhão, segundo o corretor Antonio Bartasson, especialista em avaliação de imóveis no Distrito Federal.
As apostas podem ser feitas até as 19h em qualquer lotérica do paísMarcello Casal Jr/Agência Brasil
Caso o ganhador queira diversificar o investimento, a diretora do Sindicato das Concessionárias de Veículos do DF, Magali Giocondo, disse que ele pode, em tese, comprar mil automóveis, na faixa de R$ 90 mil cada um, no valor total de R$ 94,4 milhões. Com isso, ainda sobrariam R$ 80 milhões. Magali observou que, caso queira comprar com o que restou – por R$ 75,6 milhões – um prédio inteiro, com 72 apartamentos de R$ 1,05 milhão, em Águas Claras, em Brasília, ainda teria à sua disposição R$ 4,4 milhões para investir em poupança e gastar com viagens. O sorteio do concurso 1.763 será em Santo Anastásio (SP), na Feira Agropecuária e Industrial, às 20h (horário de Brasília).

Mossoroense Thábata Mendes faz participação em show de Bruno e Marrone

thabata
Chimbinha e a mossoroense Thábata Mendes – substituta de Joelma – se apresentaram juntos em um festival de música em Belém, no Pará, nesta sexta-feira, 20.
A dupla fez uma participação especial no show dos cantores sertanejos Bruno e Marrone. Com saia justinha preta e blusa com a barriguinha de fora, Thábata cantou a música Vibrações e fez a alegria de milhares de pessoas na capital paraense.

MP avisa que Lava Jato pode, sim, chegar a Lula

lula_MP
Pela primeira vez, um dos coordenadores da força-tarefa da Lava Jato, o procurador Carlos Fernando Santos Lima, decidiu falar abertamente sobre a possibilidade de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva venha a ser investigado na Operação Lava Jato.
Lima falou à revista Veja, em entrevista publicada neste fim de semana, e abordou esta possibilidade. “O ex-presidente era o responsável pelo governo. Não estou dizendo com isso que as investigações chegarão a Lula. A Lava Jato não investiga pessoas, investiga fatos. Se a Lava Jato chegar ao ex-presidente, vai chegar com uma acusação sólida, com uma denúncia apresentada pelo Ministério Público baseada em fatos concretos, comprovados”, diz ele, quando questionado se Lula está sendo investigado.
A entrevista foi publicada ao lado de um organograma em que Lula seria “o chefe” ainda não atingido pela investigação conduzida no Paraná. Na semana passada, o ex-presidente foi citado pelo delator Salim Schahin, do grupo Schahin Engenharia, que disse ter emprestado R$ 12 milhões ao pecuarista José Carlos Bumlai para tentar o apoio do ex-presidente em negócios na Petrobras.