quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Conselho de Ética se reúne hoje para analisar parecer preliminar da representação contra Cunha

eduardo-cunha

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar se reúne hoje para dar continuidade à análise do parecer preliminar do deputado Fausto Pinato (PRB-SP) na representação contra o presidente da Câmara, Eduardo Cunha. Na representação contra Cunha, o Psol e a Rede argumentam que há divergências entre informações da Procuradoria-Geral da República (PGR) e o depoimento prestado pelo presidente da Câmara à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras em março deste ano, quando negou ter contas bancárias no exterior não declaradas à Receita Federal.
O advogado de defesa de Cunha, Marcelo Nobre, declarou ao Conselho que a representação é baseada apenas em denúncias, sem nenhuma prova. Nobre também disse que não existe lei brasileira que obrigue qualquer cidadão brasileiro a declarar em seu imposto de renda valores de contas em trustes. De acordo com o advogado, Eduardo Cunha não omitiu informações porque a lei não obriga que ela seja declarada. A reunião será às 14 horas.

Carta de Temer deve levar a rearranjo de forças no partido, dizem peemedebistas

temer reforma
A carta enviada pelo vice-presidente Michel Temer a presidenta Dilma Rousseff provocou reações dentro do PMDB. Para a ala do partido contrária ao governo, as declarações de descontentamento do vice irão provocar rearranjo de forças dentro da legenda e até mesmo fortalecer o pedido de impeachment de Dilma, que tramita na Câmara dos Deputados. Outros integrantes avaliam que a carta não significa rompimento com o governo.
Uma das mudanças apontada por peemedebistas, que se posicionam contrários ao governo, ouvidos pela Agência Brasil, é na composição do partido, como a saída do líder do partido na Câmara, Leonardo Picciani (RJ). O estopim foi a lista de nomes do PMDB para compor a comissão especial que vai analisar o pedido de impeachment. As vagas são disputadas por aliados do governo e nomes ligados ao presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que desde o fim do primeiro semestre anunciou rompimento pessoal com o Palácio do Planalto. O nome mais cotado, por enquanto, é o do deputado federal Leonardo Quintão (MG).

George Soares solicita medidas urgentes para combater os efeitos da seca

george_assu2
O deputado estadual George Soares (PR) solicitou, através de pronunciamento feito na manhã desta terça-feira (8), que o Governo do Estado intensifique o trabalho de perfuração de poços nas regiões Central, Oeste e Baixo Açu e adote medidas emergenciais com relação ao abastecimento através de carros-pipa. O pedido é justificado através do baixo nível de água registrado na Barragem Armando Ribeiro Gonçalves e o alerta de seca total para o canal que deixa o Rio Pataxó perene.
“O Canal do Pataxó faz a transposição das águas da Barragem Armando Ribeiro levando água para a região Central, Cabugi e Oeste, além de projetos de irrigação e a retomada da água da Lagoa da Ponta Grande, sem esquecer que abastece várias famílias”, disse. O deputado destacou emenda apresentada pelo seu mandato, no valor de R$ 400 mil, para recuperação do canal. “Os recursos servirão para melhoria da estrutura que há anos não passa por recuperação e sua situação precisa ser discutida”, justificou.

Agripino: carta de Temer marca ruptura do PMDB com o governo

agripino_carta
Para o presidente nacional do Democratas, senador José Agripino (RN) a carta enviada pelo vice-presidente da República, Michel Temer, à presidente Dilma Rousseff, na qual reclama da desconfiança em relação a ele e ao PMDB e na qual se queixa de ter sido “menosprezado” pela petista, representa a ruptura oficial do partido com o governo.
“A carta de Temer é a clara ruptura do vice-presidente com Dilma e a ruptura do PMDB oficial com o governo do PT”, declarou o senador. O senador potiguar avaliou ainda que o momento deve ser de união das oposições, dos partidos em geral e da sociedade para dar seguimento ao processo de impeachment no Congresso Nacional.
Já o líder do DEM no Senado, Ronaldo Caiado (GO) afirmou que a carta de Temer é uma declaração a favor do impeachment de Dilma. “Houve uma posição sem rodeios, onde expõe, além da incapacidade administrativa, a falta de apoio político da presidente. O foco principal do Democratas é tirar o país dessa situação. Dilma perdeu todas as condições de continuar. Mas o Democratas só vai discutir apoio a nomes depois que o impeachment for sacramentado”, afirmou Caiado.

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Zenaide Maia visita Apodi e São Rafael na região Oeste

zenaide_cidades

A deputada federal Zenaide Maia (PR/RN) esteve nesse sábado (05) visitando o município de Apodi, na região Oeste. A deputada participou da Feirinha de Nossa Senhora da Conceição, evento que faz parte dos festejos da festa da padroeira. A visita de Zenaide Maia foi acompanhada pelo presidente da Câmara, João Evangelista (PR), pelo prefeito da cidade de Rodolfo Fernandes Monteiro (PR), pelo vereador Ubiracy Pascoal (PR) da cidade de Felipe Guerra e demais lideranças do município.
Logo após, a deputada seguiu para a cidade de São Rafael, também no Oeste Potiguar, onde esteve com o prefeito Arimatéia Braz (PSD), os vereadores Cícero Pinheiro, José Carlos e Rosana Santos, além de alguns aliados políticos. Em São Rafael, a deputada assistiu a celebração da noite da Juventude, que foi presidida pelo Padre Janilson. “Momentos como esses são importantes para renovar a fé cristã e paz de espírito. E claro, uma oportunidade de está ao lado dos colegas e amigos que estão conosco nos bons e nos maus momentos”, declarou Zenaide Maia.

‘Dilma nunca confiou em mim’, diz vice-presidente a aliados

temerdilma
“Ela nunca confiou em mim.” Foi essa a reação, em conversa com amigos neste domingo (6), do vice-presidente Michel Temer (PMDB) às declarações da presidente Dilma Rousseff de que espera “integral confiança” do peemedebista durante a tramitação do processo de impeachment contra ela.
Desde a decisão do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), de aceitar o pedido de afastamento da petista, Temer evitou dar declarações públicas em defesa de Dilma, o que gerou reclamações do governo federal e até desentendimentos entre os dois lados.

Presidente Dilma poderá antecipar apresentação da defesa

dilma dedo mna boca

A presidente Dilma Rousseff poderá acelerar a elaboração de sua defesa e encaminhá-la à Câmara sem utilizar o prazo total de dez sessões para a defesa. Segundo a legislação, depois de instalada a Comissão Especial do processo de impeachment, o presidente da República tem prazo de dez sessões para apresentar sua defesa, e a Comissão o prazo de cinco sessões para votar o relatório final.
Dilma consulta hoje um grupo de juristas que já se manifestaram contrários ao processo de impeachment para recolher sugestões à sua defesa. Para o encontro foram convidados dez juristas.

Obama promete “destruir” o Estado Islâmico em discurso na TV

obama-mao-levantada

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, prometeu “destruir” o grupo Estado Islâmico, este domingo (6), em um raro discurso à nação a partir da Casa Branca. “A ameaça do terrorismo é real, mas vamos superá-la”, disse Barack Obama, num discurso transmitido pela televisão, apenas o terceiro que profere a partir da Sala Oval. “Vamos destruir o Estado Islâmico e qualquer organização que tente fazer-nos mal”.
Obama, descreveu, o ataque em San Bernardino, (Califórnia), que deixou 14 mortos, como um “ato de terrorismo”. “Neste momento, não há qualquer indicação de que os atacantes foram dirigidos por um grupo terrorista a partir do estrangeiro”, afirmou Obama, para quem é, contudo, “claro” que o casal que perpetrou o ataque de quarta-feira “seguiu o caminho obscuro da radicalização”, “abraçando uma pervertida interpretação do Islã que apela à guerra contra a América e o Ocidente”.

Presidente da Venezuela reconhece derrota nas eleições legislativas

nicolas_maduro
O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, reconheceu a derrota da sua formação política, o Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV), pela primeira vez em 16 anos, nas eleições legislativas desse domingo (6). “Vimos com a nossa moral, com a nossa ética, reconhecer estes resultados adversos, aceitá-los e dizer à Venezuela que a Constituição e a democracia triunfaram”, afirmou, em declaração divulgada pela televisão, pouco depois do anúncio oficial do resultado, que dá maioria parlamentar de dois terços à oposição.
“Foi um dia longo, com grande jornada de participação, em que quase 75% dos eleitores expressaram o seu voto”, disse Maduro. Ele destacou que se trata da 20ª eleição, “de um ciclo profundo de democracia” na Venezuela. “Sempre temos sabido reconhecer os resultados, em todas as circunstâncias”, acrescentou, afirmando que as forças ‘chavistas’ sempre confiaram no sistema eleitoral do país.