sábado, 28 de maio de 2016

Foragido da Justiça de Caraúbas é capturado em Mossoró

 caraubas
A Polícia Militar prendeu na manhã desta sexta-feira (27) um homem conhecido como Alex Arruda, de 20 anos, vulgo “Alex Caboquinho” suspeito de vários crimes na região de Caraúbas, no interior potiguar. Durante diligências em um bar no bairro Redenção, na cidade de Mossoró, Alex Caboquinho foi visualizado pelos policiais que ao realizarem a abordagem foi lhes apresentado um documento falso.
A PM desconfiou do rapaz e após levantamento de dados junto a Central de Operações foi constatado que havia um mandado de prisão em aberto contra ele pela Comarca de Caraúbas pelo crime de tráfico de drogas. Diante do flagrante ele foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil para os devidos procedimentos, onde também deverá responder por falsidade ideológica.

Delator cita Henrique Alves e líderes do PMDB em esquema de corrupção

henrique bola da vez
O ex-deputado federal pelo PP Pedro Corrêa, preso pela Operação Lava Jato, cita em delação premiada vários deputados, senadores, ministros, ex-ministros e, pelo menos, um governador, como corruptos. Corrêa afirma ainda que o ex-presidente Lula articulava o esquema de corrupção na Petrobras. A delação de Pedro Corrêa aguarda a homologação do ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal.
De acordo com a revista, o delator teria contado sobre um encontro dos senadores Renan Calheiros, Romero Jucá, Jader Barbalho e Henrique Eduardo Alves com diretores Paulo Roberto Costa e Nestor Cerveró e o lobista Jorge Luz. Segundo a Veja, os caciques do PMDB cobraram alto para apoiar a permanência de Costa e Cerveró na Petrobras: 18 milhões de dólares em propina que deveria ser paga a tempo de financiar a campanha do ano – receberam 6 milhões de dólares.
De acordo com a revista, Pedro Corrêa disse que atual ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves, ficava com parte de tudo o que era arrecadado pelo esquema do PMDB. Eduardo Cunha recebeu parte dos 6 milhões de dólares e o ex-ministro e atualmente senador Edison Lobão tinha participação nos contratos com as grandes empreiteiras.

Em nota pública, presidente do Senado nega obstrução à operação Lava Jato

renan_senado
A assessoria da Presidência do Senado divulgou nota pública nesta quinta-feira (26) referente a informações divulgadas na imprensa envolvendo o presidente da Casa, Renan Calheiros. Eis a íntegra da nota:
O senador Renan Calheiros reitera que não tomou nenhuma iniciativa ou fez gestões para dificultar ou obstruir as investigações da operação Lava Jato, até porque elas são intocáveis e, por essa razão, não adianta o desespero de nenhum delator.
Quanto ao caso do ex-senador Delcídio do Amaral, o senador lembra que acelerou o processo de cassação no plenário às vésperas da votação do impeachment. O desfecho do processo de cassação é conhecido, foi público e a agilização do processo foi destaque em vários jornais. Na fase do Conselho de Ética opinou como um amigo do ex-senador, mas disse que o processo não podia ficar parado, como não ficou.
O senador não pode se responsabilizar por considerações de terceiros sobre pessoas, autoridades ou o quadro político nacional.
Reafirma ainda que suas opiniões sobre aprimoramentos de legislação foram e continuarão públicas. Não apenas ao tema mencionado nos diálogos, mas também na defesa de que a pena para delações não confirmadas sejam agravadas”.
Assessoria de Imprensa
Presidência do Senado Federal

Foragido da Justiça suspeito de vários assaltos é capturado com moto roubada em Mossoró

moto_mossoro
Policiais militares que atuam no Tático Operacional Rodoviário do 2º Distrito do Comando de Polícia Rodoviária Estadual (2º DPRE) capturaram na tarde desta sexta-feira (27), em uma estrada carroçável, no Bairro Barrocas, em Mossoró, um homem identificado por “Roberto Cajarana” que estava foragido da Justiça. Com ele a PM recuperou uma motocicleta Honda Titan 150 de cor cinza de placa MZK 1274 com registro de roubo.
Ele é suspeito de vários assaltos cometidos na cidade de Mossoró, inclusive a sede da Polícia Federal, e foi levado para a Delegacia de Furtos e Roubos (Defur) e de lá encaminhado para Cadeia Pública da cidade onde ficou à disposição da Justiça.

Há risco de Cunha não ser cassado

cunha_depoimento
Eduardo Cunha espera que Marcos Rogério apresente um relatório de cassação abrangente, que inclua questões que não estavam previstas na admissibilidade, como as acusações de recebimento de propina.
Será a deixa para os aliados de Cunha votarem contra o documento no Conselho de Ética. Uma vez derrotado o relatório de Rogério, será escolhido um novo relator.
Em vez da cassação, o próximo relatório pedirá uma punição mais branda para Cunha.
Esse é o plano.

Ex-deputado afirma que lula indicou “homem forte” do esquema na Petrobras

lula_triste
O ex-deputado federal e ex-presidente do Partido Progressista, Pedro Corrêa, declarou, em acordo de delação premiada com Ministério Público Federal (MPF), que o ex-presidente Lula, além de ter conhecimento de todo o esquema de propinas dentro da Petrobras, seria o responsável pela indicação de Paulo Roberto Costa para a diretoria da estatal. Este seria considerado um dos principais ‘homens fortes’ que comandariam  o repasse de dinheiro aos beneficiados pelo Petrolão e que teria ligação direta com o petista.
Apesar de ainda não constar como homologado pela Justiça, o acordo apresenta, em determinados trechos, relatos dos diálogos de Lula com o ex-presidente da Petrobras, José Eduardo Dutra. O assunto entre ambos era somente um: a nomeação do homem de confiança de Lula, para ocupar um cargo estratégico para o esquema dentro da diretoria da empresa.

Cunha aciona STF contra Jean Wyllys por calúnia

cunhaW
O presidente afastado da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ) ingressou com uma ação junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) para processar o deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) pelos crimes de calúnia, injúria e difamação.
Ação está relacionada a declaração feita pelo parlamentar durante a votação da admissibilidade do processo de impeachment pela Câmara, quando Wyllys disse estar “constrangido de participar dessa farsa sexista, dessa eleição indireta, conduzida por um ladrão, urgida por um traidor, conspirador, apoiada por torturadores, covardes, analfabetos políticos e vendidos”. O relator dop processo é o ministro do STF Gilmar Mendes.
Segundo a defesa de Cunha, Jean Wyllys feriu a honra, o decoro e a dignidade durante a sua fala. Ainda segundo os advogados, a “imunidade parlamentar não pode ser confundida com a outorga de uma autorização para que o seu detentor realize ataques pessoais infundados e covardes contra seus desafetos”.

sexta-feira, 27 de maio de 2016

FELIPE GUERRA: Show de Rock na cidade.



O "Abelhudo Rock Festival " vem diversificando à cultura artística musical da cidade; e atraindo turistas para a municipalidade; o evento neste ano contará com o maior número de bandas do cenário rockeiro independentes.

Em sua 9ª edição;  o Governo Municipal vem dando sempre a sua parcela de apoio; incentivando os organizadores à realizá o próximo. 

O "Abelhudo Rock Festival " será realizado no dia (30); do mês de Julho deste ano de 2016, no bairro da Cidade Baixa no município de Felipe Guerra.  

terça-feira, 24 de maio de 2016

FELIPE GUERRA: Câmara Municipal realizar sessão ordinária.

Nesta terça-feira  (24); estiveram reunidos ordinariamente os vereadores: Djalma Laurindo; Ubiracy Pascoal; Genilso Santana; Joedna Canela; Jânio Barra; Luiz Agnaldo; Ronaldo Pascoal e Salomão Gomes. Ausente o vereador Paulo Cezar.

O senhor presidente-vereador Salomão Gomes declara aberta à sessão ordinária;  convidando a segunda secretária da mesa diretora, vereadora Joedna Canela para fazer a leitura da sessão ordinária anterior.

No pequeno expediente foram lidas matérias do excelentíssimo senhor prefeito Haroldo Ferreira e dos vereadores: Djalma Laurindo e Ronaldo Pascoal. 

No Grande Expediente usaram à tribuna os vereadores: Djalma Laurindo;  Ubiracy Pascoal;  Luiz Agnaldo;  Joedna Canela e Salomão Gomes. 

Na ordem do dia foram apreciadas proposições e em seguida votada pelos vereadores presentes. 

Na Hora da Comunidade ninguém fez uso da palavra. 

O senhor presidente Vereador Salomão Gomes declara o encerramento da sessão; convidando os edis da casa e os amigos para à próxima sessão itinerante; neste mês sendo na comunidade do Sítio Brejo.